• Nome Científico:

    Apuleia Ieiocarpa (Vog.) Macbr.

  • Família:

    Caesalpiniaceae

  • Outros Nomes:

    Amarelinho, barajuba, garapeira, gema-de-ovo, grápia, grapiapúnha, jataí-amarelo, muirajuba, muiratuá. Nomes internacionais: grapia.

  • Maior ocorrência:

    Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio Grande do Sul, Rondônia, São Paulo. Outros países: Argentina, Paraguai, Uruguai.

  • Características Gerais:

    Madeira pesada; cerne variando do bege-amarelado ou amarelo levemente rosado, até ao róseo-acastanhado, uniforme; alburno diferenciado, branco-amarelado; textura média; grã irregular para revessa; superfície lustrosa e lisa ao tato; cheiro imperceptível.

  • Durabilidade:

    Demonstrou ter resistência moderada ao apodrecimento e baixa resistência ao ataque de cupins de madeira seca.

  • Preservação:

    Apresenta baixa permeabilidade às soluções preservativas quando submetida à impregnação sob pressão.

  • Trabalhabilidade:

    É fácil de ser trabalhada desde que se use ferramentas apropriadas devido à presença de sílica; porém cola bem e proporciona bom acabamento.

  • Secagem:

    É difícil de secar ao ar. A secagem deve ser lenta e bem controlada para evitar alta incidência de defeitos.

  • Aplicações:

    Por ser pesada, de durabilidade natural moderada, de resistência mecânica entre média e alta, é indicada para construção de estruturas externas, dormentes, postes, estacas, mourões, carrocerias; em construção civil, como vigas, caibras, ripas, tábuas e tacos para assoalhos; marcos de portas e janelas etc.; barris de cerveja, cabos de ferramentas; construções navais, como estruturas, quilhas e outros.

  • Fonte:

    IPT (1989)

Solicite um orçamento:

Produto: LAMINA-DE-GARAPEIRA