• Nome Científico:

    Brosimum parinarioides Ducke

  • Família:

    Moraceae

  • Outros Nomes:

    Amapá-amargo, amapá-doce, amaparana, coerana, mururé, pau-peixe. Nomes internacionais: doekali (Suriname).

  • Maior ocorrência:

    Brasil: Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia. Outros países: Colômbia, Equador, Guiana, Guiana Francesa, Peru, Suriname.

  • Características Gerais:

    Madeira moderadamente pesada e macia ao corte; cerne e alburno indistintos quanto a cor bege-amarelado, levemente rosado; textura média; grã irregular a revessa; superfície levemente lustrosa e cheiro imperceptível.

  • Durabilidade:

    É considerada de baixa resistência ao ataque de organismos xilófagos (fungos apodrecedores e insetos).

  • Preservação:

    Apresenta boa permeabilidade às soluções preservativas em tratamentos sob pressão.

  • Trabalhabilidade:

    Fácil de ser trabalhada. O corte em serra é moderadamente fácil. Aplainamento e lixamento são regulares e não apresentam lascamento. Recebe brilho acentuado. Não apresenta problemas de colagem ou acabamento superficial.

  • Secagem:

    A secagem feita ao ar livre é fácil e com pequena ocorrência de defeitos. A secagem em estufa, se muito drástica, pode provocar empenamentos severos e endurecimento superficial.

  • Aplicações:

    Por apresentar propriedades mecânicas médias e ser de aspecto agradável, é indicada para a fabricação de móveis de uso geral, painéis decorativos, lambris, lâminas desenroladas para a fabricação de compensados, embalagens, tábuas em geral, fabricação de metro para medições, cabos de vassoura e outros.

  • Fonte:

    IPT (1989)

Solicite um orçamento:

Produto: LAMINA-DE-AMAPA