• Nome Científico:

    Machaerium scleroxylon Tul.

  • Família:

    Fabaceae

  • Outros Nomes:

    Pau-Ferro, Jacarandá-Violeta, Caviúna, Caviúna-Vermelha, Penanguba, Violeta, Palo Morado (Bolívia), Morado, Moradillo (Bolívia).

  • Maior ocorrência:

    Brasil: Goiás, Minas Gerais, Paraná. Outros países: Bolívia.

  • Características Gerais:

    Madeira pesada, cerne variável do pardo-acastanhado ao vermelho-chocolate e ao pardo-violáceo, quase sempre com listas longitudinais mais escuras; alburno branco levemente amarelado, nitidamente distinto do cerne; em exposição ao ar, a cor violácea, predominante, torna-se cada vez menos acentuada. A madeira apresenta uma certa homogeneidade, principalmente por não haver limites nítidos de camadas de crescimento, nem grande diferença de tamanho de poros, que sendo muito pequenos e obstruídos por óleo-resina a tornam aparentemente compacta; é contudo fácil de ser trabalhada, permitindo um bom acabamento; textura fina e uniforme; grã direta a irregular; superfície irregularmente lustrosa e lisa ao tato; cheiro agradável mas pouco perceptível.

  • Durabilidade:

    Em condições favoráveis ao apodrecimento, é considerada de alta resistência ao ataque de organismos xilófagos, segundo observações práticas a respeito de sua utilização.

  • Preservação:

    Com os vasos obstruídos com tilos e óleo-resina, em tratamentos sob pressão, demonstrou ser de baixa permeabilidade às soluções preservativas.

  • Aplicações:

    Por ser de aspecto agradável e apresentar retratibilidade baixa, resistência mecânica média, é indicada para móveis finos, obtenção de folhas faqueadas decorativas para móveis, lambris, painéis; em construção civil, como caibros, vigas, ripas, marcos de portas e janelas, venezianas, tábuas e tacos para assoalhos, peças torneadas, cabos de peças de cutelaria fina, tacos de bilhar, cabos de ferramentas, formão, plaina manual etc.

  • Fonte:

    IPT (1989).

Solicite um orçamento:

Produto: LAMINA-DE-PAU-FERRO